English-Video.net comment policy

The comment field is common to all languages

Let's write in your language and use "Google Translate" together

Please refer to informative community guidelines on TED.com

TEDxCaltech

Thomas Insel: Toward a new understanding of mental illness

Thomas Insel: A caminho de um novo entendimento das doenças mentais

Filmed
Views 1,203,232

Atualmente, graças a melhor detecção antecipada, ocorrem 63% menos mortes por doenças cardíacas do que ocorriam apenas há uma década. Thomas Insel, Diretor do Instituto Nacional de Saúde Mental, se pergunta: será que podemos fazer o mesmo para depressão e esquizofrenia? O primeiro passo nesta nova linha de pesquisa, diz ele, é uma reformulação crucial: nós temos que parar de pensar em “distúrbios mentais” e começar a encará-los como “distúrbios cerebrais.” (Fimado em TEDxCaltech.)

- Neuroscientist and psychiatrist
The Director of the National Institute of Mental Health, Thomas Insel supports research that will help us understand, treat and even prevent mental disorders. Full bio

So let's start with some good news,
Bom, vamos começar com boas notícias,
00:12
and the good news has to do with what do we know
e a boa notícia tem a ver com o que sabemos
00:15
based on biomedical research
em pesquisa biomédica
00:17
that actually has changed the outcomes
que tem mudado os resultados
00:20
for many very serious diseases?
de tantas doenças graves.
00:23
Let's start with leukemia,
Começando com leucemia,
00:26
acute lymphoblastic leukemia, ALL,
leucemia linfoide aguda, LLA,
00:28
the most common cancer of children.
o câncer mais comum em crianças.
00:31
When I was a student,
Quando eu era estudante,
00:33
the mortality rate was about 95 percent.
a taxa de mortalidade era de cerca de 95%.
00:35
Today, some 25, 30 years later, we're talking about
Hoje, 25, 30 anos depois, estamos falando de
00:39
a mortality rate that's reduced by 85 percent.
uma taxa de mortalidade que foi reduzida em 85%.
00:42
Six thousand children each year
Seis mil crianças todo ano
00:46
who would have previously died of this disease are cured.
que anteriormente teriam morrido dessa doença são curadas.
00:49
If you want the really big numbers,
Se você quer números realmente grandes,
00:53
look at these numbers for heart disease.
olhe esses de doenças cardíacas.
00:55
Heart disease used to be the biggest killer,
Doença cardíaca costumava ser a maior causa de morte,
00:57
particularly for men in their 40s.
particularmente entre homens por volta dos 40 anos.
00:59
Today, we've seen a 63-percent reduction in mortality
Hoje, presenciamos uma redução de 63% na mortalidade
01:01
from heart disease --
por doenças do coração,
01:04
remarkably, 1.1 million deaths averted every year.
notável, 1,1 milhões de mortes evitadas a cada ano.
01:06
AIDS, incredibly, has just been named,
AIDS, inacreditavelmente, acabou de ser definida,
01:11
in the past month, a chronic disease,
no mês passado, como uma doênça crônica,
01:14
meaning that a 20-year-old who becomes infected with HIV
o que significa que um pessoa de 20 anos que é infectada com o HIV
01:16
is expected not to live weeks, months, or a couple of years,
não deve viver somente semanas, meses ou alguns anos,
01:19
as we said only a decade ago,
como diríamos uma década atrás,
01:23
but is thought to live decades,
mas imagina-se que ela viva décadas,
01:25
probably to die in his '60s or '70s from other causes altogether.
provavelmente morra nos seus 60, 70 anos de outras causas.
01:28
These are just remarkable, remarkable changes
Essas são apenas mudanças muito notáveis
01:32
in the outlook for some of the biggest killers.
no panorama de algumas das maiores causas de morte.
01:35
And one in particular
E uma em particular
01:38
that you probably wouldn't know about, stroke,
de que vocês provavelmente não ouviram falar, o derrame,
01:40
which has been, along with heart disease,
que tem sido, juntamente com doença cardíaca,
01:42
one of the biggest killers in this country,
uma das maiores causas de morte neste país,
01:44
is a disease in which now we know
é uma doença sobre a qual sabemos
01:46
that if you can get people into the emergency room
que se a vítima for levada para a sala de emergência
01:48
within three hours of the onset,
dentro de três horas após os primeiros sintomas,
01:50
some 30 percent of them will be able to leave the hospital
algo em torno de 30% poderá sair do hospital
01:53
without any disability whatsoever.
sem qualquer sequela.
01:55
Remarkable stories,
Histórias notáveis,
01:58
good-news stories,
histórias de boas notícias,
02:01
all of which boil down to understanding
das quais todas se resumem a entender
02:03
something about the diseases that has allowed us
algo sobre a doença que nos permitiu
02:06
to detect early and intervene early.
detectar cedo e intervir cedo.
02:09
Early detection, early intervention,
Detecção antecipada, intervenção antecipada,
02:12
that's the story for these successes.
essa é a história para esses sucessos.
02:15
Unfortunately, the news is not all good.
Infelizmente, nem todas as notícias são boas.
02:18
Let's talk about one other story
Vamos falar de uma outra história
02:20
which has to do with suicide.
que tem a ver com suicídio.
02:23
Now this is, of course, not a disease, per se.
Mas isso não é, claro, uma doença propriamente dita.
02:24
It's a condition, or it's a situation
É uma condição, ou uma situação
02:27
that leads to mortality.
que leva à mortalidade.
02:30
What you may not realize is just how prevalent it is.
O que você talvez não conheça é o quão predominante ela é.
02:32
There are 38,000 suicides each year in the United States.
Acontecem 38.000 suícídios cada ano nos Estados Unidos.
02:35
That means one about every 15 minutes.
Isso significa mais ou menos um a cada 15 minutos.
02:39
Third most common cause of death amongst people
É a terceira causa de morte mais comum entre pessoas
02:42
between the ages of 15 and 25.
na faixa de idade dos 15 aos 25.
02:45
It's kind of an extraordinary story when you realize
É quase uma história extraordinária quando você percebe
02:48
that this is twice as common as homicide
que isso é duas vezes mais comum que homicídio
02:50
and actually more common as a source of death
e realmente, mais comum como causa de morte
02:52
than traffic fatalities in this country.
do que acidentes de trânsito neste país.
02:55
Now, when we talk about suicide,
Então, quando falamos sobre suicídio,
02:58
there is also a medical contribution here,
também há uma contribuição médica aqui,
03:01
because 90 percent of suicides
porque 90% dos suicídios
03:04
are related to a mental illness:
estão relacionados a uma doença mental:
03:06
depression, bipolar disorder, schizophrenia,
depressão, distúrbio bipolar, esquizofrenia,
03:08
anorexia, borderline personality. There's a long list
anorexia, personalidade borderline. Há uma longa lista
03:11
of disorders that contribute,
de distúrbios que contribuem,
03:14
and as I mentioned before, often early in life.
e como mencionei antes, frequentemente num estágio antecipado da vida.
03:16
But it's not just the mortality from these disorders.
Mas não é somente a mortalidade desses distúrbios.
03:20
It's also morbidity.
É também a morbidez.
03:24
If you look at disability,
Se vocês olharem para incapacidade,
03:25
as measured by the World Health Organization
como medida pela Organização Mundial de Saúde
03:28
with something they call the Disability Adjusted Life Years,
com algo que eles chamam de Esperança de vida corrigida pela incapacidade,
03:30
it's kind of a metric that nobody would think of
é o tipo de métrica que ninguém inventaria
03:33
except an economist,
se não fosse um economista,
03:35
except it's one way of trying to capture what is lost
exceto que é um jeito de tentar entender o que é perdido
03:37
in terms of disability from medical causes,
em termos de incapacidade em causas médicas,
03:40
and as you can see, virtually 30 percent
e como vocês podem ver, praticamente 30%
03:43
of all disability from all medical causes
de todas as incapacidades em todas as causas médicas
03:46
can be attributed to mental disorders,
podem ser atribuídas a distúrbios mentais,
03:48
neuropsychiatric syndromes.
síndromes neuropsiquiátricas.
03:51
You're probably thinking that doesn't make any sense.
Provavelmente vocês estão pensando que isso não faz o menor sentido.
03:53
I mean, cancer seems far more serious.
Quero dizer, câncer parece muito mais sério.
03:56
Heart disease seems far more serious.
Doenças cardíacas parecem muito mais sérias.
03:58
But you can see actually they are further down this list,
Mas podem ver, na verdade, eles estão bem abaixo nessa lista,
04:01
and that's because we're talking here about disability.
e é por isso que estamos falando aqui sobre incapacidade.
04:04
What drives the disability for these disorders
O que gera a incapacidade para esses distúrbios
04:07
like schizophrenia and bipolar and depression?
como esquizofrenia e bipolaridade e depressão?
04:09
Why are they number one here?
Por que eles estão em primeiro lugar aqui?
04:13
Well, there are probably three reasons.
Bem, há provavelmente três razões.
04:16
One is that they're highly prevalent.
Uma é que são altamente predominantes.
04:18
About one in five people will suffer from one of these disorders
Cerca de uma a cada cinco pessoas vai sofrer de um desses distúrbios
04:20
in the course of their lifetime.
durante a sua vida.
04:23
A second, of course, is that, for some people,
Uma segunda, claro, é que, para algumas pessoas,
04:26
these become truly disabling,
esses se tornam realmente incapacitantes,
04:28
and it's about four to five percent, perhaps one in 20.
e é cerca de 4 a 5%, talvez um a cada 20.
04:29
But what really drives these numbers, this high morbidity,
Mas o que realmente gera esses números, essa alta morbidez,
04:33
and to some extent the high mortality,
e até certo ponto a alta mortalidade,
04:37
is the fact that these start very early in life.
é o fato de que eles começam muito cedo durante a vida.
04:39
Fifty percent will have onset by age 14,
50% terão apresentado os primeiros sintomas aos 14 anos,
04:43
75 percent by age 24,
75% aos 24,
04:46
a picture that is very different than what one would see
um cenário muito diferente do que alguém veria
04:49
if you're talking about cancer or heart disease,
se estivesse falando de câncer ou doenças cardíacas,
04:53
diabetes, hypertension -- most of the major illnesses
diabetes, hipertensão -- a maioria das principais doenças
04:55
that we think about as being sources of morbidity and mortality.
as quais imaginamos ser fontes de morbidez e mortalidade.
04:59
These are, indeed, the chronic disorders of young people.
Esses são, de fato, os distúrbios crônicos de pessoas jovens.
05:03
Now, I started by telling you that there were some good-news stories.
Então, eu comecei contando a vocês que havia algumas boas notícias.
05:09
This is obviously not one of them.
Essa obviamente não é uma delas.
05:12
This is the part of it that is perhaps most difficult,
Essa é a parte que talvez seja a mais difícil,
05:13
and in a sense this is a kind of confession for me.
e, num sentido, é como uma confissão para mim.
05:16
My job is to actually make sure that we make progress
Meu trabalho é, na verdade, garantir que façamos progresso
05:19
on all of these disorders.
em todos esses distúrbios.
05:24
I work for the federal government.
Trabalho para o governo federal.
05:26
Actually, I work for you. You pay my salary.
Na verdade, trabalho para vocês. Vocês pagam meu salário.
05:28
And maybe at this point, when you know what I do,
E talvez neste ponto, que vocês sabem o que eu faço,
05:30
or maybe what I've failed to do,
ou talvez o que falhei em fazer,
05:33
you'll think that I probably ought to be fired,
vocês pensariam que eu deveria ser demitido,
05:35
and I could certainly understand that.
e eu certamente entenderia.
05:37
But what I want to suggest, and the reason I'm here
Mas o que quero sugerir, e a razão pela qual estou aqui
05:39
is to tell you that I think we're about to be
é para contar-lhes que acho que estamos prestes a chegar
05:41
in a very different world as we think about these illnesses.
a um mundo muito diferente na maneira que pensamos sobre essas doenças.
05:45
What I've been talking to you about so far is mental disorders,
O que estive falando com vezes até agora são distúrbios mentais,
05:49
diseases of the mind.
doenças da mente.
05:52
That's actually becoming a rather unpopular term these days,
O que está na verdade se tornando um termo muito impopular ultimamente,
05:54
and people feel that, for whatever reason,
e as pessoas sentem que, por alguma razão,
05:58
it's politically better to use the term behavioral disorders
é politicamente melhor usar o termo distúrbios comportamentais
06:00
and to talk about these as disorders of behavior.
e falar sobre eles como distúrbios do comportamento.
06:03
Fair enough. They are disorders of behavior,
Justo. Eles são distúrbios do comportamento,
06:07
and they are disorders of the mind.
e são distúrbios da mente.
06:09
But what I want to suggest to you
Mas o que eu gostaria de sugerir
06:11
is that both of those terms,
é que ambos termos,
06:14
which have been in play for a century or more,
que têm sido usados por um século ou mais,
06:15
are actually now impediments to progress,
são agora na verdade impedimentos ao progresso,
06:18
that what we need conceptually to make progress here
que o que precisamos conceitualmente para fazer progresso aqui
06:21
is to rethink these disorders as brain disorders.
é repensar esses distúrbios como distúrbios cerebrais.
06:26
Now, for some of you, you're going to say,
Então, para alguns de vocês, vocês dirão,
06:31
"Oh my goodness, here we go again.
"Oh meu Deus, lá vamos nós de novo.
06:33
We're going to hear about a biochemical imbalance
Vamos ouvir sobre desequilíbrio bioquímico
06:35
or we're going to hear about drugs
ou vamos ouvir sobre medicamentos
06:38
or we're going to hear about some very simplistic notion
ou vamos ouvir sobre alguma noção bem simplista
06:39
that will take our subjective experience
que pegará nossa experiência subjetiva
06:44
and turn it into molecules, or maybe into some sort of
e a transformará em moléculas, ou talvez em algum tipo de
06:47
very flat, unidimensional understanding
entendimento bem raso e unidimensional
06:53
of what it is to have depression or schizophrenia.
daquilo que é ter depressão ou esquizofrenia.
06:56
When we talk about the brain, it is anything but
Quando falamos sobre o cérebro, é qualquer coisa menos
07:00
unidimensional or simplistic or reductionistic.
unidimensional ou simplista ou reducionista.
07:05
It depends, of course, on what scale
Depende, claro, da escala
07:08
or what scope you want to think about,
ou em qual escopo vocês gostariam de pensar,
07:11
but this is an organ of surreal complexity,
mas esse é um órgão de complexidade surreal,
07:13
and we are just beginning to understand
e estamos somente começando a entender
07:20
how to even study it, whether you're thinking about
como estudá-lo, seja a respeito
07:23
the 100 billion neurons that are in the cortex
dos 100 bilhões de neurônios que estão no córtex
07:25
or the 100 trillion synapses
ou as 100 trilhões de sinapses
07:28
that make up all the connections.
que formam todas as conexões.
07:30
We have just begun to try to figure out
Nós apenas começamos a tentar desvendar
07:32
how do we take this very complex machine
como pegar essa máquina super complexa
07:36
that does extraordinary kinds of information processing
que conduz processamento de informações extraordinário
07:40
and use our own minds to understand
e usar nossas próprias mentes para entender
07:42
this very complex brain that supports our own minds.
esse cérebro super complexo que apoia nossas próprias mentes.
07:45
It's actually a kind of cruel trick of evolution
Na verdade, é como um truque cruel da evolução
07:49
that we simply don't have a brain
que simplesmente não temos um cérebro
07:51
that seems to be wired well enough to understand itself.
que pareça bem conectado o suficiente para entender a si mesmo.
07:55
In a sense, it actually makes you feel that
De certo modo, faz-se sentir que
07:58
when you're in the safe zone of studying behavior or cognition,
quando você está na zona segura estudando comportamento e cognição,
08:00
something you can observe,
algo observável,
08:03
that in a way feels more simplistic and reductionistic
que de certo modo parece mais simplista e reducionista
08:04
than trying to engage this very complex, mysterious organ
do que tentar se envolver com esse órgão complexo e misterioso
08:07
that we're beginning to try to understand.
que estamos começando a tentar entender.
08:12
Now, already in the case of the brain disorders
Então, já nos casos de distúrbios cerebrais
08:15
that I've been talking to you about,
sobre o que estive falando a vocês,
08:18
depression, obsessive compulsive disorder,
depressão, transtorno obsessivo compulsivo,
08:20
post-traumatic stress disorder,
transtorno de estresse pós-traumático,
08:22
while we don't have an in-depth understanding
enquanto não temos um entendimento profundo
08:25
of how they are abnormally processed
de como eles são tratados de maneira anormal
08:27
or what the brain is doing in these illnesses,
ou o que o cérebro está fazendo nessas doenças,
08:31
we have been able to already identify
nós já conseguimos identificar
08:33
some of the connectional differences, or some of the ways
algumas das diferentes conexões, ou algumas maneiras
08:36
in which the circuitry is different
em que os circuitos são diferentes
08:39
for people who have these disorders.
para as pessoas que têm esses distúrbios.
08:41
We call this the human connectome,
Nós chamamos isso de conectoma humano,
08:43
and you can think about the connectome
e vocês podem pensar sobre o conectoma
08:45
sort of as the wiring diagram of the brain.
como se fosse o diagrama de conexões do cérebro.
08:47
You'll hear more about this in a few minutes.
Vocês vão ouvir mais sobre isso em alguns minutos.
08:49
The important piece here is that as you begin to look
O mais importante aqui é que comecem a olhar
08:51
at people who have these disorders, the one in five of us
para as pessoas que têm esses distúrbios, uma a cada cinco de nós
08:54
who struggle in some way,
que sofrem de alguma maneira,
08:58
you find that there's a lot of variation
vocês verão que há muita variação
09:00
in the way that the brain is wired,
no jeito em que o cérebro está conectado,
09:02
but there are some predictable patterns, and those patterns
mas há alguns padrões previsíveis, e esses padrões
09:06
are risk factors for developing one of these disorders.
são fatores de risco para os que apresentam esses distúrbios.
09:08
It's a little different than the way we think about brain disorders
É um pouco diferente da maneira que pensamos sobre distúrbios cerebrais
09:12
like Huntington's or Parkinson's or Alzheimer's disease
como o mal de Huntington ou de Parkinson ou de Alzheimer
09:15
where you have a bombed-out part of your cortex.
onde você tem uma parte do córtex bombardeada.
09:18
Here we're talking about traffic jams, or sometimes detours,
Aqui estamos falando de congestionamento, ou às vezes desvios,
09:20
or sometimes problems with just the way that things are connected
ou às vezes problemas apenas com o modo em que as coisas estão conectadas
09:23
and the way that the brain functions.
e o modo em que o cérebro funciona.
09:26
You could, if you want, compare this to,
Você poderia, se quisesse, comparar isso,
09:27
on the one hand, a myocardial infarction, a heart attack,
de um lado, um infarto agudo do miocárdio, um ataque do coração,
09:31
where you have dead tissue in the heart,
onde há tecido morto no coração,
09:34
versus an arrhythmia, where the organ simply isn't functioning
contra uma arritmia, onde o orgão simplesmente não funciona
09:35
because of the communication problems within it.
devido a problemas de comunicação dentro dele.
09:39
Either one would kill you; in only one of them
Um deles vai matá-lo; em apenas um deles
09:41
will you find a major lesion.
você sairá com uma grande lesão.
09:43
As we think about this, probably it's better to actually go
E pensamos sobre isso, provavelmente é melhor entrar
09:46
a little deeper into one particular disorder, and that would be schizophrenia,
um pouco mais a fundo em um distúrbio em particular, e esse seria esquizofrenia,
09:49
because I think that's a good case
porque eu acho que é uma boa causa
09:52
for helping to understand why thinking of this as a brain disorder matters.
para ajudar a entender porque pensar sobre isso como um distúrbio cerebral faz diferença.
09:54
These are scans from Judy Rapoport and her colleagues
Estes são imagens de Judy Rapoport e seus colegas
09:58
at the National Institute of Mental Health
no Instituto Nacional da Saúde Mental
10:02
in which they studied children with very early onset schizophrenia,
onde foram estudadas crianças com sintomas muito precoces de esquizofrenia,
10:04
and you can see already in the top
e você já pode ver no topo
10:07
there's areas that are red or orange, yellow,
há áreas que estão vermelhas ou laranja, amarelas,
10:09
are places where there's less gray matter,
são lugares onde há menos matéria cinzenta,
10:11
and as they followed them over five years,
e à medida que as acompanharam por cinco anos,
10:14
comparing them to age match controls,
comparando-as com controle de idade,
10:15
you can see that, particularly in areas like
vocês podem ver que, particularmente nas áreas
10:17
the dorsolateral prefrontal cortex
como o córtex dorsolateral pré-frontal
10:19
or the superior temporal gyrus, there's a profound loss of gray matter.
ou o giro temporal superior, há uma profunda perda de massa cinzenta.
10:21
And it's important, if you try to model this,
e é importante, se você criar um modelo disso,
10:26
you can think about normal development
você pode pensar a respeito de desenvolvimento normal
10:27
as a loss of cortical mass, loss of cortical gray matter,
como uma perda de massa cortical, perda de massa cinzenta cortical,
10:29
and what's happening in schizophrenia is that you overshoot that mark,
e o que acontece na esquizofrenia é que você ultrapassa essa marca,
10:33
and at some point, when you overshoot,
e em algum ponto quando você ultrapassa,
10:36
you cross a threshold, and it's that threshold
você cruza um limite, e é esse limite
10:38
where we say, this is a person who has this disease,
onde nós dizemos que essa é uma pessoa que tem essa doença,
10:41
because they have the behavioral symptoms
porque elas apresentam os sintomas de comportamento
10:44
of hallucinations and delusions.
de alucinações e ilusões.
10:47
That's something we can observe.
Isso é algo que podemos observar.
10:49
But look at this closely and you can see that actually they've crossed a different threshold.
Mas olhe atentamente e você poderá ver que na verdade elas cruzaram um limite diferente.
10:50
They've crossed a brain threshold much earlier,
Elas cruzaram um limite cerebral muito antes,
10:56
that perhaps not at age 22 or 20,
não com 22 ou 20 anos,
10:59
but even by age 15 or 16 you can begin to see
mas mesmo com 15 ou 16 anos é possível começar a ver
11:02
the trajectory for development is quite different
que a trajetória de desenvolvimento é bem diferente
11:05
at the level of the brain, not at the level of behavior.
no nível cerebral, não no nível comportamental.
11:07
Why does this matter? Well first because,
Por que isso é importante? Bem, primeiro porque,
11:11
for brain disorders, behavior is the last thing to change.
para distúrbios cerebrais, o comportamento é a última coisa que muda.
11:13
We know that for Alzheimer's, for Parkinson's, for Huntington's.
Sabemos que para Alzheimer, para Parkinson, para Huntington.
11:16
There are changes in the brain a decade or more
Há mudanças no cérebro uma década ou mais
11:19
before you see the first signs of a behavioral change.
antes de que você veja os primeiros sinais de mudança no comportamento.
11:21
The tools that we have now allow us to detect
As ferramentas que temos agora nos permitem detectar
11:26
these brain changes much earlier, long before the symptoms emerge.
essas mudanças cerebrais muito mais cedo, muito antes dos sintomas aparecerem.
11:29
But most important, go back to where we started.
Mas mais importante, retornando ao ponto inicial.
11:34
The good-news stories in medicine
As boas notícias na medicina
11:37
are early detection, early intervention.
são detecção antecipada, intervenção antecipada.
11:40
If we waited until the heart attack,
Se esperássemos até o ataque do coração,
11:43
we would be sacrificing 1.1 million lives
estaríamos sacrificando 1,1 milhões de vidas
11:47
every year in this country to heart disease.
cada ano neste país por doenças do coração.
11:51
That is precisely what we do today
Isso é exatamente o que fazemos hoje
11:53
when we decide that everybody with one of these brain disorders,
quando decidimos que cada um com uma dessas doenças cerebrais,
11:56
brain circuit disorders, has a behavioral disorder.
distúrbios nos circuitos cerebrais, tem um distúrbio comportamental.
12:00
We wait until the behavior becomes manifest.
Esperamos até o comportamento se manifestar.
12:03
That's not early detection. That's not early intervention.
Isso não é detecção antecipada. Não é intervenção antecipada.
12:06
Now to be clear, we're not quite ready to do this.
Agora para deixar claro, não estamos muito bons nisso ainda.
12:11
We don't have all the facts. We don't actually even know
Não temos todos os fatos. Nem mesmo sabemos
12:13
what the tools will be,
quais serão as ferramentas,
12:16
nor what to precisely look for in every case to be able
nem o que buscar precisamente em cada caso para ser capaz
12:19
to get there before the behavior emerges as different.
de chegar lá antes do comportamento se mostrar diferente.
12:23
But this tells us how we need to think about it,
Mas isso nos mostra como devemos pensar sobre isso,
12:27
and where we need to go.
e onde precisamos chegar.
12:30
Are we going to be there soon?
Será que chegaremos lá logo?
12:31
I think that this is something that will happen
Eu acho que isso é algo que vai acontecer
12:33
over the course of the next few years, but I'd like to finish
durante os próximos anos, mas eu gostaria de finalizar
12:35
with a quote about trying to predict how this will happen
com uma citação sobre tentar predizer como isso vai acontecer
12:38
by somebody who's thought a lot about changes
por alguém que pensou muito em mudanças
12:41
in concepts and changes in technology.
em conceitos e mudanças tecnológicas.
12:43
"We always overestimate the change that will occur
"Nós sempre superestimamos as mudanças que ocorrerão
12:45
in the next two years and underestimate
nos próximos dois anos e subestimamos
12:48
the change that will occur in the next 10." -- Bill Gates.
as mudanças que ocorrerão nos próximos dez." -- Bill Gates.
12:50
Thanks very much.
Muito obrigado.
12:54
(Applause)
(Aplausos)
12:55
Translated by Gustavo Rocha
Reviewed by Gislene Kucker Arantes

▲Back to top

About the speaker:

Thomas Insel - Neuroscientist and psychiatrist
The Director of the National Institute of Mental Health, Thomas Insel supports research that will help us understand, treat and even prevent mental disorders.

Why you should listen

Thomas Insel has seen many advances in the understanding of mental disorders since becoming the Director of the National Institute of Mental Health (NIMH) in 2002. During his tenure, major breakthroughs have been made in the areas of practical clinical trials, autism research and the role of genetics in mental illnesses.

Prior to his appointment at the NIMH, Insel was a professor of psychiatry at Emory University, studying the neurobiology of complex social behaviors. While there, he was the founding director of the NSF Center for Behavioral Neuroscience and director of the NIH-funded Center for Autism Research. He has published over 250 scientific articles and four books and has served on numerous academic, scientific, and professional committees and boards. He is a member of the Institute of Medicine, a fellow of the American College of Neuropsychopharmacology, and a recipient of the Outstanding Service Award from the U.S. Public Health Service and the 2010 La Fondation IPSEN Neuronal Plasticity Prize. 

More profile about the speaker
Thomas Insel | Speaker | TED.com