English-Video.net comment policy

The comment field is common to all languages

Let's write in your language and use "Google Translate" together

Please refer to informative community guidelines on TED.com

TEDSalon London Spring 2012

Georgette Mulheir: The tragedy of orphanages

Georgette Mulheir: A tragédia dos orfanatos

Filmed
Views 814,241

Os orfanatos custam caro e podem causar danos irreparáveis, tanto mental como fisicamente – então porque é que eles ainda são tão omnipresentes? Georgette Mulheir descreve seriamente a tragédia dos orfanatos e encoraja-nos a acabar com a nossa dependência dos mesmos, encontrando formas alternativas de apoio a crianças carenciadas.

- CEO, Lumos
Georgette Mulheir is a pioneer for the movement to end child abuse in the form of orphanages. Full bio

AcrossDo outro lado EuropeEuropa and CentralCentral AsiaÁsia,
Pela Europa e Ásia Central,
00:17
approximatelyaproximadamente one millionmilhão childrencrianças liveviver in largeampla
aproximadamente 1 milhão de crianças
vivem em grandes
00:19
residentialresidencial institutionsinstituições, usuallygeralmente knownconhecido as orphanagesorfanatos.
instituições residenciais, comummente
conhecidas como orfanatos.
00:22
MostMaioria people imagineImagine orphanagesorfanatos as a benignbenigno environmentmeio Ambiente
A maioria das pessoas vê os orfanatos
como ambientes benignos
00:26
that careCuidado for childrencrianças.
que cuidam de crianças.
00:29
OthersOutros know more about the livingvivo conditionscondições there,
Outras, conhecem melhor as condições
de vida destes sítios,
00:31
but still think they're a necessarynecessário evilmal.
mas mesmo assim acreditam que
são um mal necessário.
00:34
After all, where elseoutro would we put all of those childrencrianças
Afinal, onde mais podemos
pôr todas as crianças
00:36
who don't have any parentsparentes?
que não têm pais?
00:40
But 60 yearsanos of researchpesquisa has demonstrateddemonstrado
Mas 60 anos de pesquisa demonstram
00:42
that separatingseparando childrencrianças from theirdeles familiesfamílias
que separar as crianças das suas famílias
00:45
and placingcolocação them in largeampla institutionsinstituições
e colocá-las em grandes instituições
00:48
seriouslya sério harmsprejudica a theirdeles healthsaúde and developmentdesenvolvimento,
prejudica seriamente a sua
saúde e desenvolvimento
00:50
and this is particularlyparticularmente trueverdade for youngjovem babiesbebês.
e isto é particularmente verdade
para os bebés.
00:53
As we know, babiesbebês are bornnascermos
Como sabemos, os bebés nascem
00:56
withoutsem theirdeles fullcheio musclemúsculo developmentdesenvolvimento,
sem o desenvolvimento muscular completo,
00:58
and that includesinclui the braincérebro.
o que inclui o cérebro.
01:01
DuringDurante the first threetrês yearsanos of life, the braincérebro growscresce
Durante os primeiros três anos de vida,
o cérebro cresce
01:03
to its fullcheio sizeTamanho, with mosta maioria of that growthcrescimento takinglevando placeLugar, colocar
até ao seu tamanho integral, com a maior parte
desse crescimento a acontecer
01:06
in the first sixseis monthsmeses. The braincérebro developsdesenvolve
nos primeiros seis meses.
O cérebro desenvolve-se
01:09
in responseresposta to experienceexperiência and to stimulationestimulação.
como resposta à experiência
e ao estímulo.
01:11
EveryCada time a youngjovem babybebê learnsaprende something newNovo --
De cada vez que um bebé
aprende algo novo –
01:14
to focusfoco its eyesolhos,
focar o olhar,
01:18
to mimicmímico a movementmovimento or a facialtratamento facial expressionexpressão,
imitar um movimento ou
uma expressão facial,
01:20
to pickescolher something up, to formFormato a wordpalavra or to sitsentar up --
apanhar um objeto, formar uma
palavra ou levantar-se –
01:23
newNovo synapticsináptica connectionsconexões are beingser builtconstruído in the braincérebro.
novas conexões sinápticas estão
a desenvolver-se no cérebro.
01:27
NewNovo parentsparentes are astonishedatônito by the rapidityrapidez of this learningAprendendo.
Os pais recentes ficam perplexos com
a rapidez da aprendizagem.
01:30
They are quitebastante rightlycom razão amazedespantado and delightedDeleitado by theirdeles children'scrianças clevernessinteligência.
Ele ficam naturalmente impressionados e
encantados com a esperteza dos seus filhos.
01:34
They communicatecomunicar theirdeles delightdeleite to theirdeles childrencrianças,
Eles comunicam a sua alegria aos filhos,
01:39
who respondresponder with smilessorrisos,
que respondem com sorrisos
01:42
and a desiredesejo to achievealcançar more and to learnaprender more.
e um desejo de conquistar mais
e aprender mais.
01:44
This formingformando of the powerfulpoderoso attachmentanexo betweenentre childcriança and parentpai
A formação de uma ligação poderosa
entre pais e filhos
01:48
providesfornece the buildingconstrução blocksblocos for physicalfisica, socialsocial,
fornece os elementos base do
desenvolvimento físico,
01:52
languagelíngua, cognitivecognitivo and psychomotorpsicomotora developmentdesenvolvimento.
social, linguístico, cognitivo e psicomotor.
01:55
It is the modelmodelo for all futurefuturo relationshipsrelacionamentos with friendsamigos,
É o modelo para todas as
relações futuras com amigos,
01:58
with partnersparceiros and with theirdeles ownpróprio childrencrianças.
com companheiros e com
os seus próprios filhos.
02:03
It happensacontece so naturallynaturalmente in mosta maioria familiesfamílias
Na maioria das famílias isto
acontece de forma tão natural
02:06
that we don't even noticeaviso prévio it. MostMaioria of us are unawaresem saber
que nem nos apercebemos. A maior parte
de nós não tem consciência
02:08
of its importanceimportância to humanhumano developmentdesenvolvimento and, by extensionextensão,
da sua importância para o desenvolvimento
humano e, por acréscimo,
02:11
to the developmentdesenvolvimento of a healthysaudável societysociedade.
para o desenvolvimento de
uma sociedade saudável.
02:15
And it's only when it goesvai wrongerrado that we startcomeçar to realizeperceber
E é apenas quando corre mal
que nos começamos a aperceber
02:18
the importanceimportância of familiesfamílias to childrencrianças.
da importância das famílias para as crianças.
02:20
In AugustAgosto, 1993, I had my first opportunityoportunidade to witnesstestemunha
Em agosto de 1993, tive a minha primeira
oportunidade de testemunhar
02:23
on a massivemaciço scaleescala the impactimpacto on childrencrianças
de forma massiva, o impacto que
a institucionalização
02:27
of institutionalizationinstitucionalização and the absenceausência of parentingser pai.
e a ausência de pais tem nas crianças.
02:31
Those of us who rememberlembrar the newspaperjornal reportsrelatórios
Os que de nós se lembrarem das
notícias que saíram
02:36
that cameveio out of RomaniaRomênia after the 1989 revolutionrevolução
nos jornais romenos após
a revolução de 1989
02:38
will recallrecordar the horrorshorrores of the conditionscondições in some of those institutionsinstituições.
recordarão os horrores das condições
em parte dessas instituições.
02:42
I was askedperguntei to help the directordiretor of a largeampla institutioninstituição to
Pediram-me que ajudasse o diretor
de uma grande instituição a
02:46
help preventevita the separationseparação of childrencrianças from theirdeles familiesfamílias.
prevenir a separação das crianças
das suas famílias.
02:49
HousingHabitação 550 babiesbebês, this was Ceausescu'sDe Ceausescu showexposição orphanageorfanato,
Abrigando 550 bebés, este era o
orfanato modelo da era Ceausescu,
02:53
and so I'd been told the conditionscondições were much better.
então disseram-me que as condições
eram muito melhores.
02:57
HavingTendo workedtrabalhou with lots of youngjovem childrencrianças, I expectedesperado
Tendo trabalhado com muitas
crianças, eu esperava
03:00
the institutioninstituição to be a riottumulto of noisebarulho,
que a instituição fosse um motim de barulho
03:02
but it was as silentsilencioso as a conventConvento.
mas era tão silencioso quanto um convento.
03:05
It was hardDifícil to believe there were any childrencrianças there at all,
Era difícil acreditar que tivesse
crianças, de todo.
03:07
yetainda the directordiretor showedmostrou me into roomquarto after roomquarto,
Todavia, o diretor mostrou-me sala após sala,
03:10
eachcada containingcontendo rowlinha uponsobre rowlinha of cotsberço,
cada uma com filas e filas de berços,
03:13
in eachcada of whichqual laydeitar a childcriança staringencarando into spaceespaço.
em cada um havia uma criança
deitada a olhar para o infinito.
03:16
In a roomquarto of 40 newbornsrecém-nascidos, not one of them was cryinga chorar.
Numa sala com 40 recém-nascidos,
nem um chorava.
03:22
YetAinda I could see soiledsujado nappiesfraldas, and I could see
No entanto, eu conseguia ver fraldas
sujas, e conseguia ver
03:25
that some of the childrencrianças were distressedangustiado,
que algumas crianças estavam angustiadas,
03:27
but the only noisebarulho was a lowbaixo, continuouscontínuo moangemido.
mas o único barulho era um
gemido contínuo e baixo.
03:29
The headcabeça nurseenfermeira told me proudlyorgulhosamente,
A enfermeira-chefe disse-me, orgulhosa:
03:33
"You see, our childrencrianças are very well-behavedBem comportado."
"Como vê, as nossas crianças são
muito bem-comportadas."
03:35
Over the nextPróximo fewpoucos daysdias, I begancomeçasse to realizeperceber
Nos dias que se seguiram,
comecei a aperceber-me de
03:38
that this quietnesstranquilidade was not exceptionalexcepcional.
que este sossego não era excecional.
03:41
The newlyrecentemente admittedadmitiu babiesbebês would crychorar for the first fewpoucos hourshoras,
Os bebés recém-admitidos choravam
durante as primeiras horas
03:43
but theirdeles demandsexige were not metconheceu, and so eventuallyeventualmente
mas as suas exigências não eram
satisfeitas e, então, com o tempo
03:47
they learnedaprendido not to botherincomoda. WithinDentro a fewpoucos daysdias,
eles aprendiam a não incomodar.
Em poucos dias,
03:49
they were listlessapático, lethargicletárgico, and staringencarando into spaceespaço
ficavam apáticos, letárgicos e
a olhar para o infinito
03:51
like all the othersoutras.
como todos os outros.
03:55
Over the yearsanos, manymuitos people and newsnotícia reportsrelatórios
Durante anos, muitas pessoas e
reportagens jornalísticas,
03:57
have blamedculpou the personnelpessoal in the institutionsinstituições
têm culpado o pessoal que trabalha
nas instituições
04:00
for the harmprejuízo causedcausou to the childrencrianças, but oftenfrequentemente, one membermembro
pelo mal causado às crianças mas,
frequentemente, um funcionário
04:02
of stafffuncionários is caringCuidando for 10, 20, and even 40 childrencrianças.
tem que cuidar de 10, 20 e até 40 crianças.
04:05
HencePortanto they have no optionopção but to implementimplemento a regimentedRegimento e programprograma.
Assim, não têm outra opção que não seja
implementar um programa regulamentado.
04:09
The childrencrianças mustdevo be wokenacordado at 7 and fedalimentado at 7:30.
As crianças têm que ser acordadas
às 7h e alimentadas às 7h30.
04:13
At 8, theirdeles nappiesfraldas mustdevo be changedmudou, so a stafffuncionários membermembro
Às 8h, as fraldas têm que ser
mudadas. Então, um funcionário
04:17
maypode have only 30 minutesminutos to feedalimentação 10 or 20 childrencrianças.
pode ter apenas 30 minutos
para alimentar 10 a 20 crianças.
04:20
If a childcriança soilssolos its nappyfralda at 8:30, he will have to wait
Se uma criança sujar a fralda
às 8h30, terá que esperar
04:23
severalde várias hourshoras before it can be changedmudou again.
várias horas até ser trocada novamente.
04:27
The child'sdo filho dailydiariamente contactcontato with anotheroutro humanhumano beingser
O contacto diário de uma criança
com outro ser humano
04:30
is reducedreduzido to a fewpoucos hurriedcom pressa minutesminutos of feedingalimentação and changingmudando,
fica reduzido a escassos minutos apressados
de dar de comer e trocar fraldas,
04:32
and otherwisede outra forma theirdeles only stimulationestimulação is the ceilingteto,
sendo o seu único estímulo o teto,
04:37
the wallsparedes or the barsbares of theirdeles cotsberço.
as paredes ou as grades dos berços.
04:40
SinceDesde my first visitVisita to Ceausescu'sDe Ceausescu institutioninstituição,
Desde a minha primeira visita
à instituição de Ceausescu,
04:44
I've seenvisto hundredscentenas of suchtal placeslocais acrossatravés 18 countriespaíses,
já vi centenas de lugares como
este em 18 países,
04:47
from the CzechTcheco RepublicRepública to SudanSudão.
da República Checa ao Sudão.
04:50
AcrossDo outro lado all of these diversediverso landsterras and culturesculturas,
Por entre estas terras e culturas divergentes,
04:53
the institutionsinstituições, and the child'sdo filho journeyviagem throughatravés them,
as instituições e o percurso
da criança por elas
04:56
is depressinglydeprimentemente similarsemelhante.
é tristemente semelhante.
04:59
LackFalta of stimulationestimulação oftenfrequentemente leadsconduz to self-stimulatingautoestimulação behaviorscomportamentos
A ausência de estímulos frequentemente
conduz a comportamentos de auto-estimulação,
05:02
like hand-flappingmão-agitando, rockingbalanço back and forthadiante,
como abanar as mãos, balançar
para a frente e para trás
05:05
or aggressionagressão, and in some institutionsinstituições, psychiatricpsiquiátricos drugsdrogas
ou agressão e, em algumas instituições,
são usados medicamentos
05:08
are used to controlao controle the behaviorcomportamento of these childrencrianças,
do foro psiquiátrico para controlar o
comportamento destas crianças,
05:11
whilstenquanto in othersoutras, childrencrianças are tiedamarrado up to preventevita them
enquanto noutros, as crianças são
amarradas para evitar que
05:14
from harmingprejudicando themselvessi mesmos or othersoutras.
se magoem a si próprias ou a terceiros.
05:17
These childrencrianças are quicklyrapidamente labeledrotulado as havingtendo disabilitiesdeficiência
Estas crianças são rapidamente
rotuladas como tendo alguma deficiência
05:19
and transferredtransferido to anotheroutro institutioninstituição for childrencrianças with disabilitiesdeficiência.
e são transferidas para uma instituição
para crianças com deficiências.
05:22
MostMaioria of these childrencrianças will never leavesair the institutioninstituição again.
A maioria destas crianças não voltará
a sair da instituição.
05:25
For those withoutsem disabilitiesdeficiência, at ageera threetrês,
Para os que não têm deficiências,
aos três anos,
05:30
they're transferredtransferido to anotheroutro institutioninstituição, and at ageera sevenSete,
são transferidos para outra
instituição e, aos sete anos,
05:32
to yetainda anotheroutro. SegregatedSegregadas accordingde acordo com to ageera and gendergênero,
para outra ainda. Separados
de acordo com idade e sexo,
05:35
they are arbitrarilyarbitrariamente separatedseparado from theirdeles siblingsirmãos,
são arbitrariamente separados
dos seus irmãos,
05:39
oftenfrequentemente withoutsem even a chancechance to say goodbyeAdeus.
frequentemente sem a oportunidade
de se despedirem.
05:41
There's rarelyraramente enoughsuficiente to eatcomer. They are oftenfrequentemente hungrycom fome.
Raramente há o que comer.
Eles frequentemente têm fome.
05:45
The olderMais velho childrencrianças bullyvalentão the little onesuns. They learnaprender to
As crianças mais velhas intimidam
os mais pequenos. Eles aprendem a
05:48
survivesobreviver. They learnaprender to defenddefender themselvessi mesmos, or they go undersob.
sobreviver. Aprendem a defender-se
sob pena de perderem.
05:51
When they leavesair the institutioninstituição, they find it really difficultdifícil
Quando saem da instituição,
encontram muitas dificuldades
05:54
to copelidar and to integrateintegrar into societysociedade.
em lidarem com a situação e
a integrarem-se na sociedade.
05:58
In MoldovaMoldávia, youngjovem womenmulheres raisedlevantado in institutionsinstituições
Na Moldávia, as raparigas
criadas em instituições
06:01
are 10 timesvezes more likelyprovável to be traffickedvítimas de tráfico than theirdeles peerspares,
têm 10 vezes mais probabilidades de
serem traficadas do que os seus pares.
06:04
and a RussianRusso studyestude foundencontrado that two yearsanos after leavingdeixando institutionsinstituições,
E um estudo russo diz que, dois anos
após deixarem as instituições,
06:08
youngjovem adultsadultos, 20 percentpor cento of them had a criminalCriminoso recordregistro,
20% destes jovens tinham registo criminal,
06:12
14 percentpor cento were involvedenvolvido in prostitutionprostituição,
14% estavam envolvidos na prostituição
06:17
and 10 percentpor cento had takenocupado theirdeles ownpróprio livesvidas.
e 10% puseram fim às próprias vidas.
06:20
But why are there so manymuitos orphansórfãos in EuropeEuropa
Mas porque é que existem
tantos orfãos na Europa
06:24
when there hasn'tnão tem been a great dealacordo of warguerra or disasterdesastre in recentrecente yearsanos?
quando não tem havido um volume considerável
de guerras ou calamidades nos últimos anos?
06:27
In factfacto, more than 95 percentpor cento of these childrencrianças have livingvivo parentsparentes,
Na realidade, mais de 95% destas
crianças têm os pais vivos
06:31
and societiessociedades tendtende to blameculpa these parentsparentes
e as sociedades tendem a
culpar estes pais
06:35
for abandoningabandonando these childrencrianças, but researchpesquisa showsmostra that
por abandonarem as crianças,
mas estudos comprovam que
06:37
mosta maioria parentsparentes want theirdeles childrencrianças, and that the primaryprimário driversdrivers
a maior parte deste pais querem os seus filhos
e que os fatores impulsionadores
06:40
behindatrás institutionalizationinstitucionalização
por detrás da institucionalização
06:43
are povertypobreza, disabilityDeficiência and ethnicityetnia.
são a pobreza, a incapacidade e a etnia.
06:46
ManyMuitos countriespaíses have not developeddesenvolvido inclusiveinclusive schoolsescolas,
Muitos países ainda não desenvolveram
as escolas de educação inclusiva,
06:50
and so even childrencrianças with a very mildsuave disabilityDeficiência
então, até crianças com uma
ligeira deficiência
06:53
are sentenviei away to a residentialresidencial specialespecial schoolescola,
são enviadas para uma escola
interna de ensino especial,
06:56
at ageera sixseis or sevenSete.
aos seis ou sete anos.
06:58
The institutioninstituição maypode be hundredscentenas of milesmilhas away from the familyfamília home.
A instituição pode ficar a centenas de
quilómetros da residência da família.
07:00
If the family'sfamília poorpobre, they find it difficultdifícil to visitVisita,
Se a família for pobre, tem
dificuldade em visitá-los
07:04
and graduallygradualmente the relationshiprelação breaksrompe down.
e, gradualmente, a relação
acaba por ceder.
07:07
BehindPara trás eachcada of the millionmilhão childrencrianças in institutionsinstituições,
Por detrás de cada uma das centenas
de milhares de crianças em instituições,
07:11
there is usuallygeralmente a storyhistória of parentsparentes who are desperatedesesperado
há normalmente uma história
de pais desesperados
07:14
and feel they'veeles têm runcorre out of optionsopções, like NataliaNatalia in MoldovaMoldávia,
que se sentem sem opção, como
a Natalia, na Moldávia,
07:18
who only had enoughsuficiente moneydinheiro to feedalimentação her babybebê,
que apenas tinha dinheiro para
alimentar o seu bebé,
07:23
and so had to sendenviar her olderMais velho sonfilho to the institutioninstituição;
então teve que enviar o filho mais
velho para uma instituição;
07:26
or DesiDesi, in BulgariaBulgária, who lookedolhou after her fourquatro childrencrianças
ou Desi, na Bulgária, que
cuidava dos seus 4 filhos
07:29
at home untilaté her husbandmarido diedmorreu,
em casa, até que o marido morreu
07:32
but then she had to go out to work fullcheio time,
e teve que arranjar um trabalho
a tempo inteiro fora de casa
07:34
and with no supportApoio, suporte, feltsentiu she had no optionopção
e, sem qualquer apoio, sentiu
que não tinha outra opção
07:37
but to placeLugar, colocar a childcriança with disabilitiesdeficiência in an institutioninstituição;
senão colocar uma criança
com deficiência numa instituição;
07:39
or the countlessinúmeros youngjovem girlsmeninas too terrifiedaterrorizado to tell theirdeles parentsparentes
ou as inúmeras jovens demasiado
aterrorizadas para contarem aos pais
07:43
they're pregnantgrávida, who leavesair theirdeles babiesbebês in a hospitalhospital;
que estão grávidas, que deixam
os seus bebés nos hospitais;
07:46
or the newNovo parentsparentes, the youngjovem couplecasal who have
ou os pais pela primeira vez,
o jovem casal que
07:49
just foundencontrado out that theirdeles firstbornprimeiro filho childcriança has a disabilityDeficiência,
acaba de saber que o seu primeiro
filho tem uma deficiência e,
07:52
and insteadem vez de of beingser providedforneceu with positivepositivo messagesmensagens
em vez de receber mensagens positivas
07:57
about theirdeles child'sdo filho potentialpotencial, are told by the doctorsmédicos,
sobre o potencial da sua criança,
ouve dos médicos:
08:00
"ForgetEsqueça her, leavesair her in the institutioninstituição,
"Esqueçam-na, deixem-na numa instituição.
08:03
go home and make a healthysaudável one."
"Vão para casa e façam uma saudável".
08:06
This stateEstado of affairsromances is neithernem necessarynecessário nornem is it inevitableinevitável.
Esta situação não é
necessária nem inevitável.
08:09
EveryCada childcriança has the right to a familyfamília, deservesmerece
Todas as crianças têm direito
a uma família, merecem
08:13
and needsprecisa a familyfamília, and childrencrianças are amazinglySurpreendentemente resilientresiliente.
e precisam de uma família e as crianças
são espantosamente resilientes.
08:16
We find that if we get them out of institutionsinstituições and into lovingamoroso
Percebemos que se as retirarmos de
instituições e as colocarmos em lares
08:20
familiesfamílias earlycedo on, they recoverrecuperar theirdeles developmentaldo desenvolvimento delaysatrasos,
onde são amadas, elas recuperam
os atrasos no desenvolvimento
08:22
and go on to leadconduzir normalnormal, happyfeliz livesvidas.
e seguem vidas normais e felizes.
08:26
It's alsoAlém disso much cheapermais barato to provideprovidenciar supportApoio, suporte to familiesfamílias
Também é mais barato
fornecer apoio às famílias
08:29
than it is to provideprovidenciar institutionsinstituições.
do que manter as instituições.
08:32
One studyestude suggestssugere that a familyfamília supportApoio, suporte serviceserviço
Um estudo indica que um serviço
de apoio à família
08:35
costscusta 10 percentpor cento of an institutionalinstitucional placementcolocação,
custa 10% de uma vaga numa instituição,
08:38
whilstenquanto good qualityqualidade fosterpromover a careCuidado
enquanto uma família de
acolhimento de qualidade
08:41
costscusta usuallygeralmente about 30 percentpor cento.
normalmente custa cerca de 30%.
08:43
If we spendgastar lessMenos on these childrencrianças but on the right servicesServiços,
Se gastarmos menos com estas crianças
mas nos serviços adequados,
08:46
we can take the savingspoupança and reinvestreinvestir them in highAlto qualityqualidade
podemos usar as poupanças e reinvesti-las
em cuidados residenciais
08:49
residentialresidencial careCuidado for those fewpoucos childrencrianças with extremelyextremamente complexcomplexo needsprecisa.
de alta qualidade para aquelas poucas
crianças com necessidades muito complexas.
08:53
AcrossDo outro lado EuropeEuropa, a movementmovimento is growingcrescendo to shiftmudança the focusfoco
Pela Europa, cresce um movimento
que pretende mudar o foco
08:58
and transfertransferir the resourcesRecursos from largeampla institutionsinstituições
e transferir os recursos
das grandes instituições
09:02
that provideprovidenciar poorpobre qualityqualidade careCuidado to community-basedbaseada na Comunidade servicesServiços
que proporcionam cuidados de fraca
qualidade para serviços com base na comunidade,
09:05
that protectproteger childrencrianças from harmprejuízo and allowpermitir them to developdesenvolve
que protegem as crianças do mal
e permitem que se desenvolvam
09:09
to theirdeles fullcheio potentialpotencial. When I first startedcomeçado to work in RomaniaRomênia
até ao seu potencial máximo. Quando
comecei a trabalhar na Roménia,
09:12
nearlypor pouco 20 yearsanos agoatrás, there were 200,000 childrencrianças livingvivo
há quase 20 anos, havia
200.000 crianças a viver
09:16
in institutionsinstituições, and more enteringentrando everycada day.
em instituições, e todos
os dias entravam mais.
09:20
Now, there are lessMenos than 10,000, and
Agora, há menos de 10 000 e
09:23
familyfamília supportApoio, suporte servicesServiços are providedforneceu acrossatravés the countrypaís.
os serviços de apoio à família são
fornecidos por todo o país.
09:25
In MoldovaMoldávia, despiteapesar de extremeextremo povertypobreza and the terribleterrivel effectsefeitos
Na Moldávia, apesar da pobreza
extrema e dos terríveis efeitos
09:29
of the globalglobal financialfinanceiro crisiscrise, the numbersnúmeros of childrencrianças
da crise financeira mundial,
o número de crianças
09:33
in institutionsinstituições has reducedreduzido by more than 50 percentpor cento
em instituições diminuiu mais de 50%
09:36
in the last fivecinco yearsanos, and the resourcesRecursos are beingser
nos últimos 5 anos e
os recursos estão a ser
09:38
redistributedredistribuído to familyfamília supportApoio, suporte servicesServiços and inclusiveinclusive schoolsescolas.
redistribuídos pelos serviços de apoio à família
e escolas de educação inclusiva.
09:42
ManyMuitos countriespaíses have developeddesenvolvido nationalnacional actionaçao plansplanos for changemudança.
Muitos países desenvolveram planos
de ação nacional pela mudança.
09:46
The EuropeanEuropeu CommissionComissão and other majorprincipal donorsdoadores
A Comissão Europeia e outros
grandes financiadores
09:50
are findingencontrando waysmaneiras to divertdesviar moneydinheiro from institutionsinstituições
estão a encontrar formas de desviar
o dinheiro das instituições
09:52
towardsem direção familyfamília supportApoio, suporte, empoweringcapacitação communitiescomunidades
para o aplicar em apoio familiar,
dando poder às comunidades
09:56
to look after theirdeles ownpróprio childrencrianças.
para cuidarem dos seus filhos.
09:59
But there is still much to be donefeito to endfim the systematicsistemática
Mas ainda há muito a fazer para
acabar com a institucionalização
10:01
institutionalizationinstitucionalização of childrencrianças.
sistemática de crianças.
10:04
Awareness-raisingAcções de sensibilização is requiredrequeridos at everycada levelnível of societysociedade.
O aumento da conscientização é necessário
em qualquer nível da sociedade.
10:06
People need to know the harmprejuízo that institutionsinstituições causecausa to childrencrianças,
As pessoas precisam de conhecer o mal
que as instituições causam às crianças,
10:10
and the better alternativesalternativas that existexistir.
assim como as alternativas existentes.
10:13
If we know people who are planningplanejamento to supportApoio, suporte orphanagesorfanatos,
Se conhecermos pessoas que
pretendem apoiar orfanatos,
10:16
we should convinceconvencer them to supportApoio, suporte familyfamília servicesServiços insteadem vez de.
devemos convencê-las a apoiar antes
os serviços de apoio à família.
10:19
TogetherJuntos, this is the one formFormato of childcriança abuseAbuso
Juntos, esta é uma forma de abuso infantil
10:23
that we could eradicateerradicar in our lifetimetempo de vida.
que podemos erradicar na nossa vida.
10:26
Thank you. (ApplauseAplausos)
Obrigada. (Aplausos)
10:29
(ApplauseAplausos)
(Aplausos)
10:32
Translated by Rita Maia
Reviewed by Luisa Pignatelli

▲Back to top

About the speaker:

Georgette Mulheir - CEO, Lumos
Georgette Mulheir is a pioneer for the movement to end child abuse in the form of orphanages.

Why you should listen

We know that the early years of a person's life are critical for social and cognitive development, and that the adults present during that time have a strong influence on this growth -- so why is it so common for society to separate child and parent? Why are 1 million children across Europe and Central Asia living in large orphanages, which are harmful to their health and psyches? Georgette Mulheir wants to put an end to this practice. She works tirelessly as the CEO of Lumos, an NGO founded by JK Rowling dedicated to ending worldwide systematic institutionalization. For the past 20 years Mulheir has worked primarily in Central and Eastern Europe to shift resources away from orphanages and toward alternate family services, such as foster care and day support. Since she started working in Romania in 1993, the landscape there has improved dramatically -- from 200,000 children in orphanages to 20,000.

More profile about the speaker
Georgette Mulheir | Speaker | TED.com